banner
Fotos
Comentários

Fotos

A casa de Perainda, na verdade, é como uma pequena vila. Temos a Pousada, uma casa de aluguel para temporadas mais longas, a Casa Azul, e um espaço de eventos, o Galpão 103 – tem este nome o nosso, porque é o nosso número da rua!

Tudo aqui foi construído pensando com muito carinho e respeito à natureza, á arquitetura e aos costumes regionais.

Ao construir a estrutura desta vila procuramos ao máximo preservar as árvores nativas e onde o terreno permitia, replantamos de espécies típicas da mata atlântica, como o Pau Brasil.

Procuramos resgatar e reutilizar as telhas das antigas casas da região, feita à mão. Estas telhas, eram feitas pelos oleiros da região que utilizavam, antigamente, a velha prática colonial de fabricar telhas moldando-as nas coxas. Como cada trabalhador tinha a coxa de tamanho e formato diferentes, razão pela qual as telhas, depois de prontas ficavam desiguais. São irregulares, cada uma de um tamanho, mas dão um efeito lindo para a construção.

Da mesma forma as portas e janelas de antigas fazendas e construções da Bahia, da época de ouro do cacau, no início do Século XX. Nos pisos a beleza do cimento queimado, uma tradição da região.

Nas paredes, azulejos e cerâmicas hidráulicas de antigas casas e mansões, vindos de Portugal e principalmente da Inglaterra e objetos de arte contemporânea de artistas de renome nacional.

E, nos jardins o brilho e a energia das plantas e flores tropicais!!! Tudo em busca de um ambiente que leve à paz, tranquilidade, relaxamento, leitura e ao descanso.